Diabetes Tipo 1 (DM1) – Conheça os sintoma comuns e tratamento

Sabemos que a diabetes é causada pela ausência de insulina produzia pelo pâncreas, ou até mesmo pode ser avançada de uma pré-diabetes para uma diabetes tipo 1 ou 2 por má alimentação, por isso é extremamente importante saber o que o diabetico pode comer.

O curso de depilação tem sido um dos mais recomendados entre os profissionais da área, veja como ser curso de depilação egipcia.

A diabetes tipo 1, também conhecida com o DM1, é bem comum no Brasil com mais de 140 mil casos registrados, geralmente as pessoas mais atingidas são adolescentes e crianças. Existe alguns tratamentos para a doença, porém, não tem cura. A idade com maior recorrência da doença está entre 14 à 60 anos. Esta é uma doença grave, então caso sinta algum dos seguintes sintomas, procure imediatamente um médico.

Sintomas comuns

O sintomas principais são: micção frequente, forme, cansaço, sede em excesso, visão turva, suor, fadiga, vômitos seguidos de náusea, micção durante o sono, perda de peso, sonolência, dor de cabeça e taquicardia

Tratamentos

Para manter um tratamento adequado é necessário o controle regular da taxa glicêmica para acompanhar os níveis de açúcar no sangue. Além disso é extremamente importante que o paciente mantenha exercícios regulares, nem que seja 15 minutos de caminha por dia. E o principal é manter uma alimentação saudável com uma dieta respeitando o que o diabético pode comer.

É imprescindível que consulte um médico, pois a diabetes tipo 1 é uma doença grave e pode agravar caso não tenha um acompanhamento adequado.

Pré-diabetes – Cuide da sua glicemia

A diabetes é causada pelo excesso de glicose (açúcar) no sangue, em muitos casos é desenvolvida pela insuficiência de insulina no organismo, ou seja, o organismo não produz a quantidade necessária de insulina para controlar a glicose no sangue.

Os profissionais recomendam o curso de penteados online pela qualidade do conteúdo aplicado no curso de penteados para noivas.

A pré-diabetes é u sinal que a glicose no sangue está elevada, porém ainda não pode ser classificada como diabetes tipo 2. Existem mais de 2 milhões de casos registrados no Brasil, com maior número de casos registrados a partir da idade de 40 anos.

Sintomas

A pré-diabetes não apresenta sintomas, mas as pessoas pode identificar caso observem fome e sede excessiva e ganho de peso fora do normal. Caso se enquadre, procure imediatamente um médico.

Tratamentos

A boa notícia é que o avanço do pré-diabetes para a diabetes tipo 2 pode ser evitada, caso a pessoa mude seu estilo de vida, mantendo uma dieta saudável, praticando exercícios regularmente e utilizando medicamentos antidiabéticos, com recomendações médicas. Sempre procure um especialista: Nutricionista, Clinico geral ou Endocrinologista.

Então, lembre-se: Procure conhecer dentro da Alimentação para diabéticos o que o diabetico pode comer e mantenha suas refeições sempre equilibradas.

Dicas de mudança de hábitos:

– Mantenha atividades físicas regulares, tais como, subir e descer escadas;

– Faça uma dieta com redução de carboidratos simples e troque-os por carboidratos complexos;

– Reduza as gorduras saturadas;

– Aumente o consumo de fibras e carnes magras;

– Mantenha consultas periódica para ter uma avaliação médica regular;

– Se preciso, perca peso.

Diabetes Gestacional – Entenda um pouco mais

No Brasil já foram diagnosticas mais de 100 mil casos de pessoas com diabetes gestacional, também conhecida como Diabetes mellitus gestacional (DMG), muitas gestantes não seguem a dieta de o que o diabético pode comer, uma vez que ainda não sabem do seu diagnóstico.

curso de barbeiro online tem sido um dos mais recomendados entre os profissionais da área, veja como ser curso de cabeleireiro masculino.

O diagnostico geralmente é feito em exames de rotina durante a gestão e quase sempre não existe presença de sintomas, desta forma é sempre recomendado que na primeira consulta do pré natal seja solicitado pelo médico o exame de glicemia em jejum.

Infelizmente pessoas que possuem diabetes na gestação têm uma tendência para desenvolver a diabetes tipo 2 posteriormente. A idade com maior numero de casos está em 19 à 40 anos.

Quais são os fatores de risco para uma pessoa com diabetes gestacional?

Existe uma quadro de características que influenciam uma pessoa a desenvolver a doença, são elas:

– Obesidade, sobrepeso ou ganho excessivo de peso durante a gravidez,

– Idade a partir de 35 anos

– Acumulo excessivo de gordura corporal

– Casos na família e parentes de primeiro grau que tenham diabetes

– Hipertensão ou pré-eclâmpsia

– Sintomas de ovário policístico

– Baixa estatura

– Antecedentes de morte fetal ou neonatal

– Antecedentes de malformações

Tratamentos

O tratamento principal está no controle de alimentação para diabetes, ou seja, é recomendado que mantenha uma dieta saudável, exercícios físicos com frequência e controle diário da glicemia no sangue. Em alguns casos a dieta é o suficiente para manter o controle, mas em outros é necessário a intervenção de medicamentos como antidiabéticos e insulina.

Sempre consulte especialistas e siga as suas orientações, consulte seu médico: Médico materno fetal, Ginecologista, Obstetra e Nutricionista.

Receita de Panqueca em Lactose e sem Glúten

A intolerância a lactose é uma causada pela ausência de lactase no organismo, ou seja é a deficiência de uma enzima. O tratamento pode ser manter uma dieta sem qualquer alimento que tenha a substância ou a pessoa pode ingerir suplementos de lactase.

O curso de mega hair tem sido um dos mais recomendados entre os profissionais da área, veja como ser curso de alongamento de cabelo.

Caso a pessoa consuma algum alimento com a proteína a principal reação ocorre no intestino causando diarreias , cólicas e distensões abdominais.

Pensando em vocês, separamos uma receitinhas totalmente isento de lactose, confira e nos diga o que achou.

Receita de Panqueca sem Lactose e sem Glúten

Ingredientes

1) 1 copo de creme de arroz

2) 2 ovos

3) 2 copos de água filtrada

4) 1 colher de sope de maionese

5) 1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Preparo

1) Em um liquidificador bata tudo, coloque em um recipiente de vidro e deixe descansar um pouco.

2) Separe uma frigideira adequada frigir as panquecas

3) Mexa a massa no recipiente

4) Pingue óleo ou margarina na frigideira para esquentá-la.

5) Coloque mais ou menos uma concha da massa na frigideira e doure bem dos dois lados.

Recheio

– Você pode acrescentar recheios doces ou salgados, tais como: Mel de abelha, mel de cana, geleias, banana com mel e canela, frango desfiado com molho de tomate entre vários outros.

Use sua criatividade para montar seu recheio e bom apetite.

Dicas e receita de bolo de cenoura sem Glúten

A intolerância ao glúten é uma doença celítica cujo tratamento é somente manter uma dieta sem qualquer alimento que tenha a substâncias, essa dieta deve ser feita por toda vida do paciente.

Os profissionais recomendam o curso de unhas de gel, pela qualidade do conteúdo aplicado no curso de unha de fibra de vidro.

Caso a pessoa consuma o glúten a principal reação ocorre no intestino delgado causando uma lesão mucosa no intestino, o que impede a absorção de nutrientes.

Pensando nos nossos queridos leitores, separamos uma receitinhas de bolo totalmente isento de glúten, confira e nos diga o que achou.

Receita Bolo de cenoura sem glúten

Ingredientes

1 – 4 ovos

2 – 1 xícara de chá de óleo

3 – 3 cenoura grandes

4 – 3 xícaras de chá de farinha sem glúten ou farinha de arroz

5 – 2 xícaras de chá de açúcar

6 – 2 colheres de sopa de fermento em pó

7 – 2 colheres de sopa de manteiga ou margarina

8 – 2 colheres de sopa de chocolate em pó sem glúten

9 – 2 colheres de sopa de açúcar

Modo de Preparo da Massa

1 – Bata no liquidificador, os ovos, a cenoura e o óleo.

2 – Em um recipiente, coloque a farinha, o açúcar e o fermento, misture bem.

3 – Depois adicione a mistura do liquidificador e mexa bem.

4 – Unte a forma com margarina e adicione a massa.

5 – Leve ao forno por mais ou menos 30 minutos.

Modo de Preparo da Cobertura

1 – Leve ao fogo a manteiga, o açúcar e o chocolate até formar um creme.

2 – Deixe esfriar e derrame sobre o bolo quente.

Três recomendações para ter boa saúde

Cuidar da saúde não é tão difícil quanto parece, bastar seguirmos as seguintes recomendações:

  • Cuidar da Higiene
  • Fazer exercícios físicos
  • Manter uma boa alimentação

O curso de bronzeamento natural tem sido um dos mais recomendados entre os profissionais da área, veja como ser profissional da área com curso bronzeamento natural.

Cuide da sua higiene

A higiene corporal nada mais é do que um conjunto de cuidados que devemos manter com o nosso corpo e mente. Pode ser algo simples, porém, se não mantermos cuidados regulares pode abrir portas para bactérias, infecções causada por germes que podem penetrar no nosso organismo.

A higiene pessoal está presente nas atividades mais simples do nosso dia a dia, tais como: Escovar os dentes, tomar banho, cortar as unhas e mantê-las limpas, lavar as mãos, lavar os alimentos, deixar nosso ambiente sempre limpo e arejado.

Faça Exercícios Físicos

Manter o hábito de exercitar-se diariamente além de fazer muito bem à saúde física e mental, pode evitar vários tipos de doenças, ou até mesmo ajudar no controle, como por exemplo, pressão alta. Pessoas que possui pressão alta e iniciam um ritmo de caminhadas diariamente, têm grande possibilidade de conseguir manter o controle da pressão arterial sem precisar tomar remédios.

É comprovado cientificamente que, pessoas que praticam exercícios possuem uma saúde melhor e vivem mais. Além de retardar uma série de complicações causadas pela idade avançada.

Tire pelo menos 15 minutos do seu dia para exercitar-se, faça uma caminhada na quadra de casa seguido de alongamentos todos os dias. Tenho certeza que conseguirá em poucos dias notar diferença na sua disposição e condicionamento físico.

Cuide da sua alimentação

A alimentação é o fator principal para mantar o bom funcionamento dos órgãos vitais, crescimento adequado, energia para movimento do corpo e reprodução. Então imagina se você manter uma alimentação totalmente fora do recomendável, o resultado será o mau funcionamento de todos os seus órgãos vitais e consequentemente deficiência em nutrientes.

Mantenha sempre uma alimentação saudável e isso não significa que você deve comer somente frutas e legumes, você deve comer sim de tudo, porém com controle, limites e sem exageros.